Dourados, MS - 19 de Julho de 2018

09/07/2018 14h07

'Tivemos um primeiro semestre desafiante para Dourados', diz Madson.

Madson considera que seu mandato cumpriu com a obrigatoriedade

Madson considera que seu mandato cumpriu com a obrigatoriedade (Foto: Divulgação)

O vereador Madson Valente (DEM) considera que o primeiro semestre deste ano manteve-se de forma inalterada, com as mesmas condições de 2017, sendo que os problemas vivenciados neste período se repetiram em 2018. Isto faz com que o desafio para gestão municipal seja ainda maior, visto que secretarias estratégicas, tais como as de Educação e de Saúde, continuam se tornando verdadeiros entraves para promoção das vidas das pessoas, conforme o parlamentar.

 

 

Madson relatou que os problemas da falta de regularidade das aulas, as intermináveis manifestações dos profissionais da Educação, por questões de exigências de cumprimentos de ordem legal referentes às reposições salariais e as suas condições de trabalho, somados as faltas de médicos, remédios, descredenciamentos de unidades básicas de saúde do sistema SUS (Sistema Único de Saúde) foram fatores para que os debates fossem intensos na Câmara de Dourados, por isso considera que seu mandato cumpriu com a obrigatoriedade, sendo combativo, propositivo e colaborativo.

 

"Não deixei de fazer os questionamentos necessários e propus debate a tudo o que enxerguei como retrocesso nos conteúdos dos projetos enviados, sendo que na maioria deles perdemos no voto, visto que a gestão municipal possui uma base de apoio ampla e fiel, todavia nunca deixamos de argumentar e defender a população de projetos que consideramos equivocados e que impactaram negativamente Dourados. Também apontamos alternativas para que o executivo pudesse seguir novos caminhos, novas linhas, pois entendo que é também nossa obrigação e ao mesmo tempo colaborei com a gestão municipal conseguindo aproximadamente R$ 2,6 mi através da deputada federal Teresa Cristina (DEM) e o deputado estadual José Carlos Barbosa (DEM), o Barbosinha, para melhorar as condições urbanas dos distritos e da cidade", disse Madson.

 

O vereador considera ainda que Dourados precisa se reencontrar. Tanto o campo, quanto a cidade padecem por situações que atingem diretamente o bem estar dos cidadãos. "Felizmente não estamos tendo problemas de locomoção no campo, pois há uma estiagem prolongada, mas é visível que a estrutura de recuperação de estradas é bastante tímida em relação aquilo que se arrecada com o Fundersul, as sedes dos distritos embora tendo a receita do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) estão com variados problemas e a cidade está com uma população exposta por uma ausência generalizada por parte da administração municipal em todos os setores", finalizou Madson. 








Leia mais notícias de Cidade

0 Comentários

publicidade