Dourados, MS - 26 de Abril de 2018

05/04/2018 15h31

Pela Libertadores, Cruzeiro e Vasco ficam no empate no Mineirão

Gazeta Esportiva

Cruzeiro e Vasco ficaram no 0 a 0 nesta quarta-feira (Foto: DOUGLAS MAGNO / AFP)

Em confronto brasileiro pelo grupo 5 da Libertadores, Cruzeiro e Vasco empataram por 0 a 0, nesta quarta-feira, no Mineirão. Com o resultado, as duas equipes seguem sem vencer na Fase de grupos, mas somaram seu primeiro ponto. Racing-ARG e Universidad de Chile-CHI, com quatro, são os líderes.

 

 

O Cruzeiro começou melhor a partida e perdeu algumas boas chances. Só que o Vasco não se limitou a defender e também desperdiçou oportunidades de marcar. Na etapa final, o confronto ganhou em emoção e os goleiros foram fundamentais para o empate no Mineirão.

 

Na próxima rodada, o Vasco recebe o Racing, no dia 19 de abril, em São Januário. No mesmo dia, o Cruzeiro vai até Santiago para enfrentar a Universidad de Chile.

 

O jogo – O Cruzeiro iniciou a partida pressionando o Vasco. Logo com 11 segundos, os mineiros assustaram em chute de Arrascaeta. O lance animou os donos da casa, que voltaram a ter chance de marcar aos três minutos. Arrascaeta cruzou para Thiago Neves finalizar sobre o travessão.

 

Aos poucos, o Vasco melhorou a marcação e passou a impedir as boas jogadas por partido Cruzeiro. Os cruzmaltinos tentavam avançar, mas não levava perigo ao gol de Fábio. Os mineiros tinham mais posse de bola e insistiam nos cruzamento, sem sucesso. Os cariocas tiveram sua primeira chance aos 24 minutos. Após falta cobrada na área, Paulão tenta cabecear, mas vê a bola passar próxima da trave.

 

O Cruzeiro só voltou a ter boa chance de abrir o placar aos 31 minutos. Após escanteio, a bola sobrou para Dedé. O zagueiro finalizou, mas foi bloqueado por Paulão. No minuto seguinte, foi a vez de Rafinha receber passe na área e tentar o cruzamento rasteiro. Sö que ninguém apareceu para empurrar para a rede.

 

Só que o Vasco aproveitou os espaços deixados pelos donos da casa para quase marcar aos 36 minutos. Wagner cruzou para Riascos na área, mas Egídio apareceu para salvar os mineiros. Nos minutos finais, o Cruzeiro ainda tentou esboçar uma pressão, mas os cruzmaltinos souberam segurar a posse de bola e seguraram o empate até o intervalo.

 

No segundo tempo, o Cruzeiro tentou pressionar nos primeiros minutos, mas viu o Vasco ir bem na marcação e saída de bola. Com isso, o jogo permaneceu com o mesmo panorama da etapa inicial, sem muitos lances de perigo.

 

A primeira boa chance foi do Vasco, aos 12 minutos. Após boa troca de passe do setor ofensivo, Paulinho chutou da entrada da área para boa defesa de Fábio. Os visitantes seguiram melhores e tiveram nova oportunidade três minutos depois. Mais uma vez, Paulinho arriscou de fora da área, a bola desviou na zaga e obrigou Fábio a fazer grande defesa para salvar os mineiros.

 

O Cruzeiro respondeu aos 19 minutos. Primeiro, Robinho chutou de fora da área para defesa de Martín Silva, que deu rebote. Sassá aproveitou para chutar para nova defesa do goleiro vascaíno.

 

A partir dai, o jogo ganhou em emoção. O Vasco voltou a assustar aos 22 minutos, com Riascos, mas o atacante parou em defesa de Fábio. Em seguida, foi a vez de Sassá aproveitar contra-ataque, mas finalizar em cima de Martín Silva.

 

Aos 25 minutos, o Vasco teve baixa importante quando Paulinho caiu de mau jeito. O cotovelo do jogador saiu do lugar e o jovem cruzmaltino precisou ser substituído de campo. Depois disso, o Cruzeiro passou a dominar o confronto. Tanto que Thiago Neves chutou para defesa de Martín Silva, que saiu nos pés de Sassá após dar rebote.

 

O Vasco conseguiu se reequilibrar e voltou a impedir os bons avanços do Cruzeiro, que passou a errar muito. Com isso, o confronto voltou e ficar concentrado entre as intermediárias. Nos minutos finais, os cruzmaltinos recuaram e permitiram os donos da casa pressionarem, mas sem qualquer inspiração. Assim, o duelo seguiu empatado até o apito final. 








Leia mais notícias de Esportes

0 Comentários

publicidade